LEIA A BÍBLIA

ORATÓRIO

ORATÓRIO
Acenda uma vela

SIGA-NOS

twitter

MARCADORES

RIODEJANEIRO SANTOS NOTÍCIAS VATICANO ARTIGOS LONDRINA VICENTINOS FAMÍLIA JMJ MEMÓRIA BEATIFICAÇÃO HOMILIAS ECUMENISMO Formação POLÍTICA SAÚDE MÚSICOS CNBB ECONOMIA Pe.REGINALDO CINEMA CAMPANHAS EUA ESPIRITUALIDADE MINASGERAIS PASTORAIS SÃOPAULO ABORTO CANÇÃONOVA LIVROS ORAÇÕES CURITIBA JUVENTUDE MARINGÁ MISSÕES POLÍCIA PORTUGAL EXORCISMO COMUNICAÇÃO MULHER Testemunho Entrevista INTERNACIONAL JUNDIAÍ VOCAÇÕES MUDABRASIL FUTEBOL MENSAGENS Pe.ZEZINHO UNIVERSITÁRIOS DireitosHumanos EUCARISTIA APOLOGÉTICA DENÚNCIA TEOLOGIA HUMOR INTERNET MILAGRES BÍBLIA ECOLOGIA CANONIZAÇÃO CASAMENTOS NAMORO APARECIDA EDUCAÇÃO MOVIMENTOS PASTCRIANÇA ANCHIETA CIMI CIÊNCIA CORRUPÇÃO ESPORTE POESIAS Rio+20 SALVADOR SANTAMARIA TURISMO VATICANOII APOSENTADOS CRIANÇAS EVANGELIZAÇÃO FINADOS INFANTIL IRMÃDULCE PALOTINOS ADVOCACIA AGRICULTURA CARNAVAL PORTOALEGRE PSICOLOGIA TEATRO AMAZONAS BENFEITORES BRASÍLIA COMEMORAÇÕES CRÔNICAS DEMOCRACIA DIREITOS DOCUMENTÁRIO FOCOLARES FORTALEZA MEIOAMBIENTE MUTICOM PARANAGUÁ POBREZA PUBLICIDADE QUARESMA SEXUALIDADE XAVERIANOS ÁFRICA ÁGUAS ANÔNIMOS APUCARANA CAMPINAS COMUNICADOS CONFISSÃO CristoRedentor CÁRITAS DEFICIENTES DEPRESSÃO FLORIANÓPOLIS FOTODIGITAL INGLATERRA OpusDei PARAGUAI SANTOANTÔNIO TERRORISMO ANIVERSÁRIO APARIÇÕES ARGENTINA CEBs CIDADANIA CLARETIANOS IDOSOS ISLAMISMO JERUSALÉM JOÃOPAULOII JUSTIÇA LITERATURA MANAUS PARANÁ PARÓQUIAS PAULINAS PENSAMENTOS REDEVIDA RESSURREIÇÃO SANTUÁRIOS SOLIDARIEDADE UMUARAMA  NOTÍCIAS ADOÇÃO ATEÍSMO AUTOESTIMA BAIXOCLERO CANTORES CATEQUESE COOPERATIVISMO CORPUSCHRISTI CÉLULAS DOCUMENTOS DOUTRINASOCIAL ESCÂNDALO ESTATÍSTICA FILOSOFIA GASTRONOMIA GotasBíblicas MARISTAS MEDITAÇÃO MESTERS MIGRANTES MOTIVAÇÃO MÉXICO NSGUADALUPE PECADO PEDOFILIA PadreChrystian RELIGIOSOS RENOVAÇÃO SUDÁRIO SãoFreiGalvão TABAGISMO TERRASANTA UNIDADE VIOLÊNCIA BEATIFICAÇÃO ACONSELHAMENTO ADORAÇÃO ANTICRISTO APAEs APOSTAS APOSTASIA ARMÊNIA AUTOCURA AVAAZ BATIZADOS BEAGÁ BIOGRAFIAS CHILE CHINA CIRCO COLÔMBIA CONSAGRAÇÃO CONVERSÃO CÍRCULOS DEBATE DEMOGRAFIA EMPRESAS ESPANHA EUROPA EVANGELISMO Especial FOZDOIGUAÇU FREIBETTO FREIDAMIÃO FRUTAS FÁTIMA GOIÂNIA GREVE GruposBíblicos HOMENAGENS IDEIAS IMPEACHMENT JESUITAS JOINVILLE LITURGIA LOURDES MARANHÃO MATOGROSSO MISERICÓRDIA MSM NÔMADES OAnônimo ONGs P.CARCERÁRIA PADROEIRA PATERNIDADE PAULOFREIRE PERFIL PERNAMBUCO PETRÓPOLIS PHN PIAUÍ POLIGAMIA PORNOGRAFIA PPI PROFISSÕES PROMESSAS PROSPERIDADE Pe.FÁBIOdeMELO Pe.PauloRicardo Prof.MARINS REDEGLOBO RELÍQUIAS RONDÔNIA RUSSIA SACRILÉGIO SANTACATARINA SANTAMISSA SANTAPAULINA SANTOANDRÉ SEGURANÇA SOBRIEDADE SOROCABA SÍNODO Século21 TAUBATÉ TECNOLOGIA TERCEIROSETOR TURQUIA UNESCO VIDANIMAL ZUMBI

O último Natal do Mundo



Cinthya Nunes Vieira da Silva

            Depois de muitas especulações, algumas pessoas em pânico e muita exploração da credulidade alheia, o mundo não acabou e as pessoas tem que seguir suas vidas. É óbvio que a grande maioria das pessoas conservou a lucidez necessária para não acreditar em mais uma profecia de catástrofe, mas, pelo sim e pelo não, não faltou quem estivesse com um pé atrás, daquele tipo de inquietação inconfessável e da qual se tem vergonha de admitir.

            Seja como for, para alívio geral, o mundo não chegou ao fim e, para o bem e para o mal, tudo permanece como antes. Nenhuma grande revelação surgiu, bem como os alienígenas não se apresentaram para um colóquio ou para conquistar o planeta. O sol está forte, não se nega, mas não apareceu outro, gêmeo dele, pronto para nos transformar em pururuca. Por outro lado, se os planetas estão com as órbitas desalinhadas, vão ter que dar outro jeito nesse problema, pois nada indica que farão isso como em um nado sincronizado ou coisa do gênero.

            E já que as coisas continuam, nada de esquecer a fatura do cartão. Vale o mesmo para quem preferiu não comprar os presentes de Natal, pois o dia 25 está com sua vaga garantida no calendário de 2012. Eu já me perguntei se essa história toda dos maias não foi um belo de um trote para gerações futuras. Aliás, alguém deveria ter se tocado que se eles fossem infalíveis, ainda estariam por aí, não é?

            Enfim, diante dos fatos, eu mesma me coloquei a pensar nesse Natal e em tudo o que representa, ao menos no que me é dado compreender. Eu penso que já faz certo tempo que o Natal vem perdendo o seu verdadeiro espírito. A coisa toda tomou a proporção de caixinhas e presentes e pouca coisa mais, infelizmente.

            Já escrevi sobre isso em outra oportunidade, mas sinceramente eu não me conformo com essa mania vergonhosa das tais caixinhas para todos os lados. É com se tudo o que importasse fosse o dinheiro e a chance de recebê-lo de forma fácil. E o impressionante é que nem a possibilidade de que esse fosse o último Natal de todos os tempos fez com que as pessoas pensassem de forma mais desprendida. Na verdade, nem Natal, a rigor, teríamos tido...

            Fiquei pensando do que me arrependeria ou o que desejaria se o mundo tivesse de fato, acabado. Com certeza, sentiria por não ter amado mais, por não ter me divertido mais e por ter dado muita importância ao que não tinha. Sentiria falta de dormir abraçada, de rir com meus sobrinhos, de ouvir a voz dos meus pais, de passear de mãos dadas, de existir sem pressa, de chorar de emoção, de sentir meu coração batendo bobo por aí...


            Talvez tenhamos ganho uma moratória, talvez o mundo sempre permaneça, de alguma forma, mas eu sei que já considero presente suficiente, estar respirando e com saúde, ao lado dos meus... Feliz Natal a todos!


Cinthya Nunes Vieira da Silva - Advogada, mestra em Direito, professora universitária e escritora - São Paulo
Fonte: http://solpaz.blogs.sapo.pt/

0 comentários:

SUPLEMENTO

Edição 47