LEIA A BÍBLIA

ORATÓRIO

ORATÓRIO
Acenda uma vela

SIGA-NOS

twitter

MARCADORES

RIODEJANEIRO SANTOS NOTÍCIAS VATICANO ARTIGOS LONDRINA VICENTINOS FAMÍLIA JMJ MEMÓRIA BEATIFICAÇÃO HOMILIAS ECUMENISMO Formação POLÍTICA SAÚDE MÚSICOS CNBB ECONOMIA Pe.REGINALDO CINEMA CAMPANHAS EUA ESPIRITUALIDADE MINASGERAIS PASTORAIS SÃOPAULO ABORTO CANÇÃONOVA LIVROS ORAÇÕES CURITIBA JUVENTUDE MARINGÁ MISSÕES POLÍCIA PORTUGAL EXORCISMO COMUNICAÇÃO MULHER Testemunho Entrevista INTERNACIONAL JUNDIAÍ VOCAÇÕES MUDABRASIL FUTEBOL MENSAGENS Pe.ZEZINHO UNIVERSITÁRIOS DireitosHumanos EUCARISTIA APOLOGÉTICA DENÚNCIA TEOLOGIA HUMOR INTERNET MILAGRES BÍBLIA ECOLOGIA CANONIZAÇÃO CASAMENTOS NAMORO APARECIDA EDUCAÇÃO MOVIMENTOS PASTCRIANÇA ANCHIETA CIMI CIÊNCIA CORRUPÇÃO ESPORTE POESIAS Rio+20 SALVADOR SANTAMARIA TURISMO VATICANOII APOSENTADOS CRIANÇAS EVANGELIZAÇÃO FINADOS INFANTIL IRMÃDULCE PALOTINOS ADVOCACIA AGRICULTURA CARNAVAL PORTOALEGRE PSICOLOGIA TEATRO AMAZONAS BENFEITORES BRASÍLIA COMEMORAÇÕES CRÔNICAS DEMOCRACIA DIREITOS DOCUMENTÁRIO FOCOLARES FORTALEZA MEIOAMBIENTE MUTICOM PARANAGUÁ POBREZA PUBLICIDADE QUARESMA SEXUALIDADE XAVERIANOS ÁFRICA ÁGUAS ANÔNIMOS APUCARANA CAMPINAS COMUNICADOS CONFISSÃO CristoRedentor CÁRITAS DEFICIENTES DEPRESSÃO FLORIANÓPOLIS FOTODIGITAL INGLATERRA OpusDei PARAGUAI SANTOANTÔNIO SANTUÁRIOS TERRORISMO ANIVERSÁRIO APARIÇÕES ARGENTINA CEBs CIDADANIA CLARETIANOS IDOSOS ISLAMISMO JERUSALÉM JOÃOPAULOII JUSTIÇA LITERATURA MANAUS PARANÁ PARÓQUIAS PAULINAS PENSAMENTOS REDEVIDA RESSURREIÇÃO SOLIDARIEDADE UMUARAMA UNIDADE  NOTÍCIAS ADOÇÃO ATEÍSMO AUTOESTIMA BAIXOCLERO CANTORES CATEQUESE COOPERATIVISMO CORPUSCHRISTI CÉLULAS DOCUMENTOS DOUTRINASOCIAL ESCÂNDALO ESTATÍSTICA FILOSOFIA GASTRONOMIA GotasBíblicas MARISTAS MEDITAÇÃO MESTERS MIGRANTES MOTIVAÇÃO MÉXICO NSGUADALUPE PECADO PEDOFILIA PadreChrystian RELIGIOSOS RENOVAÇÃO SUDÁRIO SãoFreiGalvão TABAGISMO TERRASANTA VIOLÊNCIA BEATIFICAÇÃO ACONSELHAMENTO ADORAÇÃO ANTICRISTO APAEs APOSTAS APOSTASIA ARMÊNIA AUTOCURA AVAAZ BATIZADOS BEAGÁ BIOGRAFIAS CHILE CHINA CIRCO COLÔMBIA CONSAGRAÇÃO CONVERSÃO CÍRCULOS DEBATE DEMOGRAFIA EMPRESAS ESPANHA EUROPA EVANGELISMO Especial FOZDOIGUAÇU FREIBETTO FREIDAMIÃO FRUTAS FÁTIMA GOIÂNIA GREVE GruposBíblicos HOMENAGENS IDEIAS IMPEACHMENT JESUITAS JOINVILLE LITURGIA LOURDES MARANHÃO MATOGROSSO MISERICÓRDIA MSM NÔMADES OAnônimo ONGs P.CARCERÁRIA PADROEIRA PATERNIDADE PAULOFREIRE PERFIL PERNAMBUCO PETRÓPOLIS PHN PIAUÍ POLIGAMIA PORNOGRAFIA PPI PROFISSÕES PROMESSAS PROSPERIDADE Pe.FÁBIOdeMELO Pe.PauloRicardo Prof.MARINS REDEGLOBO RELÍQUIAS RONDÔNIA RUSSIA SACRILÉGIO SANTACATARINA SANTAMISSA SANTAPAULINA SANTOANDRÉ SEGURANÇA SOBRIEDADE SOROCABA SÍNODO Século21 TAUBATÉ TECNOLOGIA TERCEIROSETOR TURQUIA UNESCO VIDANIMAL ZUMBI

A mentira é uma profanação da palavra, uma incoerência e uma violência




Dom Orlando Brandes

    Todo ser humano, por ser inteligente tende para a verdade. A mentira é uma contradição e uma frustração para a mente e para a existência pessoal e social. Nós humanos somos seres sociais e relacionais, para isso precisamos da confiança nos outros.

    A mentira é uma traição e um bloqueio para a convivência, a comunicação, impede a confiança no relacionamento humano. Uma vida pautada na desconfiança é desgastante e prejudicial. A mentira envenena tudo.

    O ser humano tem necessidade de coerência, inocência, da transparência, da ética. A mentira corrompe estes valores e nos faz reféns e prisioneiros da corrupção, da falsidade, dos golpes e bloqueios, boicotes e manipulação. Necessitamos também da verbalização dos sentimentos, comunicação interior, partilha do que vai no coração e na consciência. A mentira fecha as portas do coleguismo e da intimidade, obriga-nos a viver de aparências e inverdades. Projetamos uma imagem falsa de nós mesmos. Nosso eu real é outro. Esta mentira existencial gera as outras. Estamos confinados a uma prisão interior doentia e insuportável. Tudo por conta da mentira. Precisamos gastar grandes energias para manter a mentira.

    Ninguém gosta de ser enganado e Deus não engana nem se engana. Deus é veraz. A veracidade é uma exigência do oitavo mandamento. O evangelista João afirma que o diabo é o pai da mentira. Portanto, a mentira é diabólica, é uma recusa à retidão moral. Mentir é uma agressão à dignidade humana porque é promoção da duplicidade, da simulação e da hipocrisia. Mentir redunda numa grave injustiça e prejuízos pessoais, familiares e mundiais.

    Mentir em público ou diante de um tribunal é falso testemunho, mentir sob juramento é perjúrio. A mentira condena o inocente e inocenta o culpado. As pessoas têm direito à boa fama ao respeito, à reputação. Daí a gravidade da mentira que consiste em dizer o que é falso com a intenção de enganar. É falar contra a verdade para induzir em erro.

    Em síntese, a mentira é uma profanação da palavra, uma incoerência, uma violência. Por isso, há o dever de reparação. A mentira tornou-se onipresente e onipotente. Há um “reino da mentira” que está nas balanças falsas, no comércio, na imprensa nos remédios, na política, nas religiões, nas instituições. É a mentira que dá sustento a todos os pecados que cometemos. Ser sincero hoje é ser perdedor, ingênuo, bobo, imprudente. Mentir passou a ser verdade, obrigação, jeito e “jeitinho”. Todavia isso tudo é antiético.

    Maledicência e calúnia são expressões típicas da pessoa mentirosa. A mentira é por natureza contraditória. Há circunstâncias que atenuam a gravidade da mentira, principalmente quando estamos obrigados a guardar sigilo, para manter o direito à privacidade e á honra, ou quando, alguém inocente é gravemente prejudicado. Isso significa que há diferentes modos de se dizer a verdade. Infelizmente a mentira foi incorporada na sociedade como um jeito normal de lucrar, de defender interesses e egoísmos, de manipular a opinião pública. É a verdade que nos libertará. A mentira está globalizada em tantas formas de corrupção e de manipulação a ponto de se falar na “cultura da corrupção”.

    A educação para a ética e a verdade começa vinte anos antes de uma criança nascer. Portanto, já no namoro de seus futuros pais. Quem é veraz diz a verdade e respeita a veracidade.



Dom Orlando Brandes
Arcebispo Metropolitano de Londrina 

0 comentários:

SUPLEMENTO

Edição 47