LEIA A BÍBLIA

ORATÓRIO

ORATÓRIO
Acenda uma vela

SIGA-NOS

twitter

MARCADORES

RIODEJANEIRO SANTOS NOTÍCIAS VATICANO ARTIGOS LONDRINA VICENTINOS FAMÍLIA JMJ MEMÓRIA BEATIFICAÇÃO HOMILIAS ECUMENISMO Formação POLÍTICA SAÚDE MÚSICOS CNBB ECONOMIA Pe.REGINALDO CINEMA CAMPANHAS EUA ESPIRITUALIDADE MINASGERAIS PASTORAIS SÃOPAULO ABORTO CANÇÃONOVA LIVROS ORAÇÕES CURITIBA JUVENTUDE MARINGÁ MISSÕES POLÍCIA PORTUGAL EXORCISMO COMUNICAÇÃO MULHER Testemunho Entrevista INTERNACIONAL JUNDIAÍ VOCAÇÕES MUDABRASIL FUTEBOL MENSAGENS Pe.ZEZINHO UNIVERSITÁRIOS DireitosHumanos EUCARISTIA APOLOGÉTICA DENÚNCIA TEOLOGIA HUMOR INTERNET MILAGRES BÍBLIA ECOLOGIA CANONIZAÇÃO NAMORO APARECIDA CASAMENTOS CORRUPÇÃO EDUCAÇÃO MOVIMENTOS PASTCRIANÇA ANCHIETA CIMI CIÊNCIA ESPORTE POESIAS Rio+20 SALVADOR SANTAMARIA TURISMO VATICANOII APOSENTADOS CRIANÇAS EVANGELIZAÇÃO FINADOS INFANTIL IRMÃDULCE PALOTINOS ADVOCACIA AGRICULTURA CARNAVAL PORTOALEGRE PSICOLOGIA TEATRO AMAZONAS BENFEITORES BRASÍLIA COMEMORAÇÕES COMUNICADOS CRÔNICAS DEMOCRACIA DIREITOS DOCUMENTÁRIO FOCOLARES FORTALEZA MEIOAMBIENTE MUTICOM PARANAGUÁ POBREZA PUBLICIDADE QUARESMA SEXUALIDADE XAVERIANOS ÁFRICA ÁGUAS ANÔNIMOS APUCARANA CAMPINAS CEBs CONFISSÃO CristoRedentor CÁRITAS DEFICIENTES DEPRESSÃO FLORIANÓPOLIS FOTODIGITAL INGLATERRA OpusDei PARAGUAI SANTOANTÔNIO SANTUÁRIOS TERRORISMO ANIVERSÁRIO APARIÇÕES ARGENTINA CIDADANIA CLARETIANOS IDOSOS ISLAMISMO JERUSALÉM JOÃOPAULOII JUSTIÇA LITERATURA MANAUS PARANÁ PARÓQUIAS PAULINAS PENSAMENTOS REDEVIDA RESSURREIÇÃO SOLIDARIEDADE UMUARAMA UNIDADE  NOTÍCIAS ADOÇÃO ATEÍSMO AUTOESTIMA BAIXOCLERO CANTORES CATEQUESE COOPERATIVISMO CORPUSCHRISTI CÉLULAS DOCUMENTOS DOUTRINASOCIAL ESCÂNDALO ESTATÍSTICA Especial FILOSOFIA GASTRONOMIA GotasBíblicas HOMENAGENS MARISTAS MEDITAÇÃO MESTERS MIGRANTES MOTIVAÇÃO MÉXICO NSGUADALUPE PECADO PEDOFILIA PadreChrystian RELIGIOSOS RENOVAÇÃO SUDÁRIO SãoFreiGalvão TABAGISMO TERRASANTA VIOLÊNCIA BEATIFICAÇÃO ACONSELHAMENTO ADORAÇÃO ANTICRISTO APAEs APOSTAS APOSTASIA ARMÊNIA AUTOCURA AVAAZ BATIZADOS BEAGÁ BIOGRAFIAS CHILE CHINA CIRCO COLÔMBIA CONSAGRAÇÃO CONVERSÃO CÍRCULOS DEBATE DEMOGRAFIA EMPRESAS ESPANHA EUROPA EVANGELISMO FOZDOIGUAÇU FREIBETTO FREIDAMIÃO FRUTAS FÁTIMA GOIÂNIA GREVE GruposBíblicos IDEIAS IMPEACHMENT JESUITAS JOINVILLE LITURGIA LOURDES MARANHÃO MATOGROSSO MISERICÓRDIA MSM NÔMADES OAnônimo ONGs P.CARCERÁRIA PADROEIRA PATERNIDADE PAULOFREIRE PERFIL PERNAMBUCO PETRÓPOLIS PHN PIAUÍ POLIGAMIA PORNOGRAFIA PPI PROFISSÕES PROMESSAS PROSPERIDADE Pe.FÁBIOdeMELO Pe.PauloRicardo Prof.MARINS REDEGLOBO RELÍQUIAS RONDÔNIA RUSSIA SACRILÉGIO SANTACATARINA SANTAMISSA SANTAPAULINA SANTOANDRÉ SEGURANÇA SOBRIEDADE SOROCABA SÍNODO Século21 TAUBATÉ TECNOLOGIA TERCEIROSETOR TURQUIA UNESCO VIDANIMAL ZUMBI

Dom Albano Cavallin: 60 anos de sacerdócio



Arcebispo emérito de Londrina, dom Albano Bortoletto Cavallin completa seis décadas de vida sacerdotal e diz ter sido muito abençoado

    Londrina, Folhaweb/Micaela Orikasa - Um semblante de quem vive em paz. Essa é a imagem refletida por dom Albano Cavallin, que completou no dia 6 de dezembro 60 anos de vida sacerdotal e 40 anos de Ministério Episcopal. No domingo, dia 8, uma missa de Ação de Graças foi celebrada em sua homenagem, com a presença de vários bispos da região e do Brasil, assim como padres, autoridades civis, comunidades paroquiais, entre outros.

    Aos 83 anos, dom Albano diz ter valido a pena seguir o Evangelho. "Tenho a felicidade de ter empregado minha vida a serviço de Cristo, do Evangelho e dos irmãos. Continuo frequentando escolas, prisões, a Câmara de Vereadores e sobretudo as igrejas, mas agora vou me dedicar ainda mais à oração, pedindo a Deus que nos abençoe", comenta.

    Paranaense nascido na cidade de Lapa (Região Metropolitana de Curitiba), em 25 de abril de 1930, dom Albano teve como espelho a espiritualidade dos pais. Sua vida religiosa começou cedo, aos 10 anos, quanto entrou em um seminário em Curitiba, e que se estendeu ao longo dos anos para outras localidades como São Paulo, Roma e Bélgica.

    "Toda minha vida, de manhã, tarde e noite, foi sempre a serviço de Deus e irmãos. Fui muito abençoado, pois em tudo que fiz encontrei muita receptividade das pessoas. E no meio de todas as respostas psicológicas ou sociológicas a respeito de vocação e profissão, tenho a certeza que a religiosa mistura-se com o dom de Deus", afirma.

    Em 1953, dom Albano recebeu o Sacramento da Ordem, tornando-se um sacerdote. Duas décadas depois, recebeu a nomeação episcopal e foi nomeado bispo auxiliar de Curitiba. Sua história com Londrina foi firmada em 1992, quando tomou posse como terceiro arcebispo da cidade, permanecendo à frente da Arquidiocese até sua aposentadoria, em maio de 2006.

    "Gostei muito quando fui escolhido para vir a esta cidade que tanto amo. Gosto do clima, das pessoas, da juventude e dos empreendimentos. Londrina sofreu algumas dificuldades na parte política e administrativa, mas parece que agora está ressurgindo e novamente cumprindo sua missão de cidade referência do Norte do Paraná", diz.

    Nesses 21 anos dedicados ao povo londrinense e marcados por sua participação em temas não só religiosos, mas também sociais e políticos da região, o Arcebispo Emérito conta que teve a certeza "que a palavra de Deus é convincente para aqueles que têm bom coração". "Lidei com gente pobre nas favelas e também com empresários. Dou graças a Deus porque muita gente acabou entrando no caminho do bem e da felicidade", declara.

    Com simplicidade, dom Albano faz questão de agradecer antecipadamente todas as equipes que estão trabalhando com dedicação para a missa de domingo e revela um desejo para toda a cidade, que no dia 10 de dezembro completa 79 anos.

    "Para este aniversário, desejo políticos e jovens capacitados, que amem a cidade, enxerguem as dificuldades e que, unidos, possam trabalhar junto com a Igreja, pelo bem de toda sua população. Uma cidade com essa terra fértil e tão abençoada merece dar à sua população situações melhores. Portanto, peço a Deus e gostaria que todos nós arregaçássemos as mangas para resolver essas dificuldades", conclui.

Celebração de fé

Cerca de três mil pessoas participaram de homenagem a dom Albano Cavallin

    Londrina, Folhaweb/Érika Gonçalves - Nem mesmo a queda de energia elétrica durante a homilia tirou o bom humor de dom Albano: "Agora posso ver melhor quem está aqui". A Catedral de Londrina ficou pequena para todos que foram participar da Celebração de Ação de Graças pelos 60 anos de Vida Sacerdotal e 40 anos de Ministério Episcopal de dom Albano Cavallin, arcebispo emérito de Londrina.

    Aos 83 anos, ele relembrou com carinho de toda sua história, quando aos 7 anos de idade manifestou seu desejo de ser padre. Para a celebração vieram familiares dele, bispos de várias dioceses, além de padres, autoridades civis e religiosas, comunidades paroquiais e milhares de fiéis.

    "Essa celebração é uma demonstração de amor a dom Albano, que tanto fez pela Igreja. Ele foi uma grande luz para Igreja de Londrina e deixou muitos exemplos. As palavras vão embora, mas os exemplos ficam", afirmou a aposentada Máuria Rosário da Silveira.

    Em sua homilia, dom Albano reforçou a importância do diálogo entre as religiões e de não tentar mudar as pessoas. "Já disseram que quando se ganha uma discussão, se perde um amigo", destacou.

    Um momento de grande emoção foi a saudação à Nossa Senhora da Conceição, cujo dia foi comemorado ontem. Coroinhas levaram até o altar uma pequena imagem, com a qual dom Albano todas as manhãs abençoa a Arquidiocese.

    Ele também destacou uma de suas passagens bíblicas favoritas: "Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?" e conclamou as pessoas a se tornarem santas. A celebração se encerrou com um grande coro de "Parabéns à você".

Abençoado
    Nesta semana, em entrevista à FOLHA dom Albano afirmou se sentir abençoado. "Toda minha vida, de manhã, tarde e noite, foi sempre a serviço de Deus e irmãos. Fui muito abençoado, pois em tudo que fiz encontrei muita receptividade das pessoas. E no meio de todas as respostas psicológicas ou sociológicas a respeito de vocação e profissão, tenho a certeza que a religiosa mistura-se com o dom de Deus."

    Em sua mensagem no livro com o roteiro da celebração, dom Orlando Brandes, arcebispo de Londrina, relembrou a extensa colaboração de dom Albano à cidade, como a criação de novas paróquias, a realização das missões populares, a construção de Centro de Pastoral, a criação do Projeto Igrejas Irmãs, entre tantos outros, além do apoio aos seminaristas e padres. "Conduz tantas pessoas como conselheiro, confessor, orientador. Prepara sacerdotes para a orientação espiritual por meio da escola mística de São Francisco de Sales. Vibra com a palavra de Deus, criou o ‘Dia da Palavra’. Ama as Equipes de Nossa Senhora. É um homem de Deus", ressaltou.

    Coroinha, dom Albano entrou para o seminário aos 10 anos e tornou-se sacerdote em 1953. Duas décadas depois, recebeu a nomeação episcopal e foi nomeado bispo auxiliar de Curitiba. Ele chegou à Londrina em 1992, quando tomou posse como terceiro arcebispo, permanecendo à frente da Arquidiocese até sua aposentadoria, em maio de 2006 e decidiu continuar morando na cidade.

0 comentários:

SUPLEMENTO

Edição 47