LEIA A BÍBLIA

ORATÓRIO

ORATÓRIO
Acenda uma vela

SIGA-NOS

twitter

MARCADORES

RIODEJANEIRO SANTOS NOTÍCIAS VATICANO ARTIGOS LONDRINA VICENTINOS FAMÍLIA JMJ MEMÓRIA BEATIFICAÇÃO HOMILIAS ECUMENISMO Formação POLÍTICA SAÚDE MÚSICOS CNBB ECONOMIA Pe.REGINALDO CINEMA CAMPANHAS EUA ESPIRITUALIDADE MINASGERAIS PASTORAIS SÃOPAULO ABORTO CANÇÃONOVA LIVROS ORAÇÕES CURITIBA JUVENTUDE MARINGÁ MISSÕES POLÍCIA PORTUGAL EXORCISMO COMUNICAÇÃO MULHER Testemunho Entrevista INTERNACIONAL JUNDIAÍ VOCAÇÕES MUDABRASIL FUTEBOL MENSAGENS Pe.ZEZINHO UNIVERSITÁRIOS DireitosHumanos EUCARISTIA APOLOGÉTICA DENÚNCIA TEOLOGIA HUMOR INTERNET MILAGRES BÍBLIA ECOLOGIA CANONIZAÇÃO CASAMENTOS NAMORO APARECIDA EDUCAÇÃO MOVIMENTOS PASTCRIANÇA ANCHIETA CIMI CIÊNCIA CORRUPÇÃO ESPORTE POESIAS Rio+20 SALVADOR SANTAMARIA TURISMO VATICANOII APOSENTADOS CRIANÇAS EVANGELIZAÇÃO FINADOS INFANTIL IRMÃDULCE PALOTINOS ADVOCACIA AGRICULTURA CARNAVAL PORTOALEGRE PSICOLOGIA TEATRO AMAZONAS BENFEITORES BRASÍLIA COMEMORAÇÕES CRÔNICAS DEMOCRACIA DIREITOS DOCUMENTÁRIO FOCOLARES FORTALEZA MEIOAMBIENTE MUTICOM PARANAGUÁ POBREZA PUBLICIDADE QUARESMA SEXUALIDADE XAVERIANOS ÁFRICA ÁGUAS ANÔNIMOS APUCARANA CAMPINAS COMUNICADOS CONFISSÃO CristoRedentor CÁRITAS DEFICIENTES DEPRESSÃO FLORIANÓPOLIS FOTODIGITAL INGLATERRA OpusDei PARAGUAI SANTOANTÔNIO SANTUÁRIOS TERRORISMO ANIVERSÁRIO APARIÇÕES ARGENTINA CEBs CIDADANIA CLARETIANOS IDOSOS ISLAMISMO JERUSALÉM JOÃOPAULOII JUSTIÇA LITERATURA MANAUS PARANÁ PARÓQUIAS PAULINAS PENSAMENTOS REDEVIDA RESSURREIÇÃO SOLIDARIEDADE UMUARAMA UNIDADE  NOTÍCIAS ADOÇÃO ATEÍSMO AUTOESTIMA BAIXOCLERO CANTORES CATEQUESE COOPERATIVISMO CORPUSCHRISTI CÉLULAS DOCUMENTOS DOUTRINASOCIAL ESCÂNDALO ESTATÍSTICA FILOSOFIA GASTRONOMIA GotasBíblicas MARISTAS MEDITAÇÃO MESTERS MIGRANTES MOTIVAÇÃO MÉXICO NSGUADALUPE PECADO PEDOFILIA PadreChrystian RELIGIOSOS RENOVAÇÃO SUDÁRIO SãoFreiGalvão TABAGISMO TERRASANTA VIOLÊNCIA BEATIFICAÇÃO ACONSELHAMENTO ADORAÇÃO ANTICRISTO APAEs APOSTAS APOSTASIA ARMÊNIA AUTOCURA AVAAZ BATIZADOS BEAGÁ BIOGRAFIAS CHILE CHINA CIRCO COLÔMBIA CONSAGRAÇÃO CONVERSÃO CÍRCULOS DEBATE DEMOGRAFIA EMPRESAS ESPANHA EUROPA EVANGELISMO Especial FOZDOIGUAÇU FREIBETTO FREIDAMIÃO FRUTAS FÁTIMA GOIÂNIA GREVE GruposBíblicos HOMENAGENS IDEIAS IMPEACHMENT JESUITAS JOINVILLE LITURGIA LOURDES MARANHÃO MATOGROSSO MISERICÓRDIA MSM NÔMADES OAnônimo ONGs P.CARCERÁRIA PADROEIRA PATERNIDADE PAULOFREIRE PERFIL PERNAMBUCO PETRÓPOLIS PHN PIAUÍ POLIGAMIA PORNOGRAFIA PPI PROFISSÕES PROMESSAS PROSPERIDADE Pe.FÁBIOdeMELO Pe.PauloRicardo Prof.MARINS REDEGLOBO RELÍQUIAS RONDÔNIA RUSSIA SACRILÉGIO SANTACATARINA SANTAMISSA SANTAPAULINA SANTOANDRÉ SEGURANÇA SOBRIEDADE SOROCABA SÍNODO Século21 TAUBATÉ TECNOLOGIA TERCEIROSETOR TURQUIA UNESCO VIDANIMAL ZUMBI

Tradicional Missa na Igreja São Sebastião abre festividades no dia do padroeiro



    Rio de Janeiro, ArqRio/Fabíola Goulart e Igor Marques - Para iniciar o dia de comemorações ao padroeiro da Arquidiocese e da cidade do Rio de Janeiro, o arcebispo Dom Orani João Tempesta presidiu a Santa Missa na Paróquia São Sebastião, na Tijuca, na manhã desta segunda-feira, 20 de janeiro. O dia também inicia o Ano da Caridade na Igreja Arquidiocesana e é marcado pela abertura do processo de beatificação do casal Zélia e Jerônimo.

A igreja estava lotada de devotos. A celebração contou com a presença do bispo de Nova Friburgo, Dom Edney Gouvea Mattoso; o bispo de Itaguaí, Dom José Ubiratan Lopes; o sacerdote Dom Roberto Lopes e muitos padres da Arquidiocese.

    “Inspirados por nosso padroeiro, iniciamos hoje, em toda a Arquidiocese, o Ano Arquidiocesano da Caridade. Até o dia de Cristo Rei, com a Festa da Unidade, vamos intensificar o nosso testemunho pessoal, nossas obras sociais, e tudo o mais que pudermos fazer para que o bem seja semeado e a esperança envolva os corações”, explicou Dom Orani no momento de acolhida.

Ano da Caridade: convite, desafio e missão
    Ainda na acolhida, o arcebispo cumprimentou os presentes e recordou o caminho de preparação para a festa de São Sebastião por toda a Arquidiocese, em especial com os 13 dias de visitas e orações nos dias da Trezena. Em sua homilia, Dom Orani falou sobre a identidade do carioca, que a vida do mártir padroeiro inspira em todo aquele que nasce, vive e mora no Rio.

    As leituras da Missa falavam da parábola do grão de trigo, que precisa perecer na terra para gerar fruto. Segundo o arcebispo, “assim também nós somos chamados a entregar a nossa vida”, mesmo que a vida possa parecer difícil e com desgastes, como retratado na primeira leitura e como é possível perceber no martírio de São Sebastião. “Porque, na realidade, o seu testemunho ainda ressoa no meio de nós. Homem de Deus, herói da fé, que nos mostra a firmeza e a necessidade dessa vida de santidade no meio das contradições e dificuldades”, explicou.

    “Nós temos muita gente santa neste Estado e nesta cidade, mas quis a providência que alguns deles pudessem vir à tona para chamar a nossa atenção daquilo que tanta gente vive e que, a exemplo de São Sebastião, procura, em tempos difíceis, viver a sua fé”, falou Dom Orani sobre a abertura do processo de beatificação do casal fluminense Zélia e Jerônimo.

    Ainda sobre os testemunhos de santidade e caridade, o arcebispo relembrou dos exemplos dos cariocas que ecoou no mundo todo durante a Jornada Mundial da Juventude, realizada em julho do ano passado.

    “Somos convidados hoje, neste dia de São Sebastião, a renovar este chamado a santidade, acolher este dom de Deus em nossa vida, caminharmos de tal maneiro que possamos contagiar toda a cidade”, afirmou Dom Orani.


Um casal a caminho da beatificação
 Após a celebração, começou a cerimônia do processo de beatificação do casal Zélia e Jerônimo, com a leitura da ata. As bulas, feitas em pergaminho pelas monjas clarissas, foram assinadas pelo arcebispo e outras pessoas presentes e, em seguida, foram colocadas dentro das urnas de acrílico que guardavam os restos mortais do casal. A urna foi amarrada por uma fita vermelha e lacrada por Dom Orani, e só será aberta novamente quando forem beatificados.

Após a Missa, as duas urnas foram transladadas pelo Corpo de Bombeiros para a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na Gávea, que é o seu local para culto.

A partir do momento que a Congregação para a Causa dos Santos reconhecer as virtudes heroicas deles, e apresentando os milagres, poderá acontecer a beatificação.

Zélia e Jerônimo: protagonistas da fé
    Que testemunho eles trazem com esse processo de beatificação? “Mostram que é possível viver a santidade no matrimonio, gerar filhos santos. O grande papel da figura de Zélia e Jerônimo é justamente a beleza da família. É isso que nós queremos trabalhar durante todo esse ano, dentro de seu processo e por todas as paróquias do Rio de Janeiro e pra Igreja universal, mostrando a figura deste belo casal que viveu os verdadeiros valores evangélicos e foram grandes catequistas e adoradores ao Santíssimo Sacramento.”, explicou Dom Roberto,  responsável pela Causa dos Santos na arquidiocese do Rio.

Procissão do padroeiro
    Neste dia, todos os membros das pastorais sociais da Arquidiocese do Rio estão convocados a se encontrarem, às 15h, na Praça Afonso Pena, na Tijuca, para seguirem juntos para a Paróquia de São Sebastião, no mesmo bairro, de onde sairá a procissão do padroeiro, marcada para as 16h.

    Às 17h está prevista a chegada da imagem no interior da Catedral. No local haverá uma palavra do arcebispo e bênção à cidade, além da abertura oficial do Ano da Caridade. A Missa será presidida por Dom Orani e, logo após, a imagem de São Sebastião retorna para Igreja dos Capuchinhos, na Tijuca.

(Fotos: Guilherme Silva)

0 comentários:

SUPLEMENTO

Edição 47