LEIA A BÍBLIA

ORATÓRIO

ORATÓRIO
Acenda uma vela

SIGA-NOS

twitter

MARCADORES

RIODEJANEIRO SANTOS NOTÍCIAS VATICANO ARTIGOS LONDRINA VICENTINOS FAMÍLIA JMJ MEMÓRIA BEATIFICAÇÃO HOMILIAS ECUMENISMO Formação POLÍTICA SAÚDE MÚSICOS CNBB ECONOMIA Pe.REGINALDO CINEMA CAMPANHAS EUA ESPIRITUALIDADE MINASGERAIS PASTORAIS SÃOPAULO ABORTO CANÇÃONOVA LIVROS ORAÇÕES CURITIBA JUVENTUDE MARINGÁ MISSÕES POLÍCIA PORTUGAL EXORCISMO COMUNICAÇÃO MULHER Testemunho Entrevista INTERNACIONAL JUNDIAÍ VOCAÇÕES MUDABRASIL FUTEBOL MENSAGENS Pe.ZEZINHO UNIVERSITÁRIOS DireitosHumanos EUCARISTIA APOLOGÉTICA DENÚNCIA TEOLOGIA HUMOR INTERNET MILAGRES BÍBLIA ECOLOGIA CANONIZAÇÃO CASAMENTOS NAMORO APARECIDA EDUCAÇÃO MOVIMENTOS PASTCRIANÇA ANCHIETA CIMI CIÊNCIA CORRUPÇÃO ESPORTE POESIAS Rio+20 SALVADOR SANTAMARIA TURISMO VATICANOII APOSENTADOS CRIANÇAS EVANGELIZAÇÃO FINADOS INFANTIL IRMÃDULCE PALOTINOS ADVOCACIA AGRICULTURA CARNAVAL PORTOALEGRE PSICOLOGIA TEATRO AMAZONAS BENFEITORES BRASÍLIA COMEMORAÇÕES CRÔNICAS DEMOCRACIA DIREITOS DOCUMENTÁRIO FOCOLARES FORTALEZA MEIOAMBIENTE MUTICOM PARANAGUÁ POBREZA PUBLICIDADE QUARESMA SEXUALIDADE XAVERIANOS ÁFRICA ÁGUAS ANÔNIMOS APUCARANA CAMPINAS COMUNICADOS CONFISSÃO CristoRedentor CÁRITAS DEFICIENTES DEPRESSÃO FLORIANÓPOLIS FOTODIGITAL INGLATERRA OpusDei PARAGUAI SANTOANTÔNIO SANTUÁRIOS TERRORISMO ANIVERSÁRIO APARIÇÕES ARGENTINA CEBs CIDADANIA CLARETIANOS IDOSOS ISLAMISMO JERUSALÉM JOÃOPAULOII JUSTIÇA LITERATURA MANAUS PARANÁ PARÓQUIAS PAULINAS PENSAMENTOS REDEVIDA RESSURREIÇÃO SOLIDARIEDADE UMUARAMA UNIDADE  NOTÍCIAS ADOÇÃO ATEÍSMO AUTOESTIMA BAIXOCLERO CANTORES CATEQUESE COOPERATIVISMO CORPUSCHRISTI CÉLULAS DOCUMENTOS DOUTRINASOCIAL ESCÂNDALO ESTATÍSTICA FILOSOFIA GASTRONOMIA GotasBíblicas MARISTAS MEDITAÇÃO MESTERS MIGRANTES MOTIVAÇÃO MÉXICO NSGUADALUPE PECADO PEDOFILIA PadreChrystian RELIGIOSOS RENOVAÇÃO SUDÁRIO SãoFreiGalvão TABAGISMO TERRASANTA VIOLÊNCIA BEATIFICAÇÃO ACONSELHAMENTO ADORAÇÃO ANTICRISTO APAEs APOSTAS APOSTASIA ARMÊNIA AUTOCURA AVAAZ BATIZADOS BEAGÁ BIOGRAFIAS CHILE CHINA CIRCO COLÔMBIA CONSAGRAÇÃO CONVERSÃO CÍRCULOS DEBATE DEMOGRAFIA EMPRESAS ESPANHA EUROPA EVANGELISMO Especial FOZDOIGUAÇU FREIBETTO FREIDAMIÃO FRUTAS FÁTIMA GOIÂNIA GREVE GruposBíblicos HOMENAGENS IDEIAS IMPEACHMENT JESUITAS JOINVILLE LITURGIA LOURDES MARANHÃO MATOGROSSO MISERICÓRDIA MSM NÔMADES OAnônimo ONGs P.CARCERÁRIA PADROEIRA PATERNIDADE PAULOFREIRE PERFIL PERNAMBUCO PETRÓPOLIS PHN PIAUÍ POLIGAMIA PORNOGRAFIA PPI PROFISSÕES PROMESSAS PROSPERIDADE Pe.FÁBIOdeMELO Pe.PauloRicardo Prof.MARINS REDEGLOBO RELÍQUIAS RONDÔNIA RUSSIA SACRILÉGIO SANTACATARINA SANTAMISSA SANTAPAULINA SANTOANDRÉ SEGURANÇA SOBRIEDADE SOROCABA SÍNODO Século21 TAUBATÉ TECNOLOGIA TERCEIROSETOR TURQUIA UNESCO VIDANIMAL ZUMBI

Como subir a montanha da fé


Dom José Alberto Moura

    A curiosidade de subir uma montanha leva a quem está na planície a conjecturar sobre a visão mais ampla de uma região, com a visão lá de cima. Mas, quando a subida, além disso, for para conhecer um grande tesouro lá existente, enche a pessoa de entusiasmo, ainda mais com a possibilidade de ela adquirir uma grande fortuna.

    Jesus levou três discípulos para ir até o monte Tabor. Mas eles não sabiam da visão que teriam. O Mestre mostrou-lhes seu esplendor divino, muito mais valioso do que qualquer riqueza material (Cf. Mateus 17,19). Perceberam que seguir a pessoa do Filho de Deus é o valor maior da vida.

    Ele tem o poder de introduzi-los no seu Reino. A missão, porém, da caminhada terrena deverá acontecer, como verdadeiro trampolim, para se acertar o direcionamento para o Reino definitivo. Primeiro passa-se da doação de si, como o Mestre, até do holocausto na cruz, para depois se ter a ressurreição, mostrando o poder divino que permeia a missão humana quando é seguidora dos passos de Jesus.

    Do alto da montanha se deu o diálogo entre Moisés, Elias e Jesus, seguido do diálogo entre os discípulos e o Senhor. O primeiro diálogo indicou o projeto de Deus que foi sendo preparado através do povo judeu, com os patriarcas e profetas. Depois da vinda do Filho e da realização da salvação humana feita por Ele, deverá acontecer a implantação da salvação através dos discípulos, com a missão de levar a todos a libertação das escravidões materiais, sociais, morais e espirituais.

    Mas, primeiro o Salvador deverá concluir a missão pela qual veio a nós. Ele pediu aos discípulos que não falassem a ninguém o que aconteceu na revelação da montanha até a consumação de sua missão na terra: “Não conteis a ninguém essa visão até que o Filho do homem tenha ressuscitado dos mortos” (Mateus 17, 9). Depois é que eles compreenderiam o sentido desse fato. O Espírito Santo os ajudará a implantar os valores da pessoa e dos ensinamentos do Divino Mestre.

    Do alto da montanha da fé podemos ter a visão da pessoa e da missão de Jesus a nós todos. Quanta coisa precisa ser modificada em nossa caminhada terrestre! Deus fez este mundo para todos. Um grupo bem minoritário tem a metade da riqueza na terra. A exploração de inescrupulosos em relação aos mais frágeis é um absurdo. O trafico de pessoas é desumano. A barbárie das escravidões acontece. Crianças são maltratadas, sofrem agressões sexuais e são usadas para terem órgãos transplantados em alguns lugares.
   
    Mulheres são agredidas. Negros são discriminados. Pobres são excluídos de vida digna. O consumismo faz muitos serem desenfreados na busca do ter sempre mais e se desumanizam. A visão do Mestre deve ser recuperada. A Quaresma nos faz meditar, orar e converter-nos para termos a vida nova do Ressuscitado!

    É preciso sair da planície de nosso comodismo e egoísmo para buscarmos o ideal de vida apresentado pelo Filho de Deus no alto da montanha do amor!

Dom José Alberto Moura
Arcebispo de Montes Claros (MG)

0 comentários:

SUPLEMENTO

Edição 47