LEIA A BÍBLIA

ORATÓRIO

ORATÓRIO
Acenda uma vela

SIGA-NOS

twitter

MARCADORES

RIODEJANEIRO SANTOS NOTÍCIAS VATICANO ARTIGOS LONDRINA VICENTINOS FAMÍLIA JMJ MEMÓRIA BEATIFICAÇÃO HOMILIAS ECUMENISMO Formação POLÍTICA SAÚDE MÚSICOS CNBB ECONOMIA Pe.REGINALDO CINEMA CAMPANHAS EUA ESPIRITUALIDADE MINASGERAIS PASTORAIS SÃOPAULO ABORTO CANÇÃONOVA LIVROS ORAÇÕES CURITIBA JUVENTUDE MARINGÁ MISSÕES POLÍCIA PORTUGAL EXORCISMO COMUNICAÇÃO MULHER Testemunho Entrevista INTERNACIONAL JUNDIAÍ VOCAÇÕES MUDABRASIL FUTEBOL MENSAGENS Pe.ZEZINHO UNIVERSITÁRIOS DireitosHumanos EUCARISTIA APOLOGÉTICA DENÚNCIA TEOLOGIA HUMOR INTERNET MILAGRES BÍBLIA ECOLOGIA CANONIZAÇÃO NAMORO APARECIDA CASAMENTOS CORRUPÇÃO EDUCAÇÃO MOVIMENTOS PASTCRIANÇA ANCHIETA CIMI CIÊNCIA ESPORTE POESIAS Rio+20 SALVADOR SANTAMARIA TURISMO VATICANOII APOSENTADOS CRIANÇAS EVANGELIZAÇÃO FINADOS INFANTIL IRMÃDULCE PALOTINOS ADVOCACIA AGRICULTURA CARNAVAL PORTOALEGRE PSICOLOGIA TEATRO AMAZONAS BENFEITORES BRASÍLIA COMEMORAÇÕES COMUNICADOS CRÔNICAS DEMOCRACIA DIREITOS DOCUMENTÁRIO FOCOLARES FORTALEZA MEIOAMBIENTE MUTICOM PARANAGUÁ POBREZA PUBLICIDADE QUARESMA SEXUALIDADE XAVERIANOS ÁFRICA ÁGUAS ANÔNIMOS APUCARANA CAMPINAS CEBs CONFISSÃO CristoRedentor CÁRITAS DEFICIENTES DEPRESSÃO FLORIANÓPOLIS FOTODIGITAL INGLATERRA OpusDei PARAGUAI SANTOANTÔNIO SANTUÁRIOS TERRORISMO ANIVERSÁRIO APARIÇÕES ARGENTINA CIDADANIA CLARETIANOS IDOSOS ISLAMISMO JERUSALÉM JOÃOPAULOII JUSTIÇA LITERATURA MANAUS PARANÁ PARÓQUIAS PAULINAS PENSAMENTOS REDEVIDA RESSURREIÇÃO SOLIDARIEDADE UMUARAMA UNIDADE  NOTÍCIAS ADOÇÃO ATEÍSMO AUTOESTIMA BAIXOCLERO CANTORES CATEQUESE COOPERATIVISMO CORPUSCHRISTI CÉLULAS DOCUMENTOS DOUTRINASOCIAL ESCÂNDALO ESTATÍSTICA FILOSOFIA GASTRONOMIA GotasBíblicas HOMENAGENS MARISTAS MEDITAÇÃO MESTERS MIGRANTES MOTIVAÇÃO MÉXICO NSGUADALUPE PECADO PEDOFILIA PadreChrystian RELIGIOSOS RENOVAÇÃO SUDÁRIO SãoFreiGalvão TABAGISMO TERRASANTA VIOLÊNCIA BEATIFICAÇÃO ACONSELHAMENTO ADORAÇÃO ANTICRISTO APAEs APOSTAS APOSTASIA ARMÊNIA AUTOCURA AVAAZ BATIZADOS BEAGÁ BIOGRAFIAS CHILE CHINA CIRCO COLÔMBIA CONSAGRAÇÃO CONVERSÃO CÍRCULOS DEBATE DEMOGRAFIA EMPRESAS ESPANHA EUROPA EVANGELISMO Especial FOZDOIGUAÇU FREIBETTO FREIDAMIÃO FRUTAS FÁTIMA GOIÂNIA GREVE GruposBíblicos IDEIAS IMPEACHMENT JESUITAS JOINVILLE LITURGIA LOURDES MARANHÃO MATOGROSSO MISERICÓRDIA MSM NÔMADES OAnônimo ONGs P.CARCERÁRIA PADROEIRA PATERNIDADE PAULOFREIRE PERFIL PERNAMBUCO PETRÓPOLIS PHN PIAUÍ POLIGAMIA PORNOGRAFIA PPI PROFISSÕES PROMESSAS PROSPERIDADE Pe.FÁBIOdeMELO Pe.PauloRicardo Prof.MARINS REDEGLOBO RELÍQUIAS RONDÔNIA RUSSIA SACRILÉGIO SANTACATARINA SANTAMISSA SANTAPAULINA SANTOANDRÉ SEGURANÇA SOBRIEDADE SOROCABA SÍNODO Século21 TAUBATÉ TECNOLOGIA TERCEIROSETOR TURQUIA UNESCO VIDANIMAL ZUMBI

Por uma tolerância universal, generosa e compassiva


Leia o artigo de Dom Roberto Francisco Ferreria Paz:
    No dia 21 de janeiro celebramos o dia de luta contra a intolerância religiosa, iniciativa que está originariamente ligada a Fé Bahá' i, mas que quer unir a todas as religiões na busca do diálogo e da paz mundial. Este ano a data está indubitavelmente focalizada no bárbaro e cruel atentado à revista Charlie Hebdo em Paris e ao assassinato de seus jornalistas e cartunistas.

    Mais uma vez se verifica a letalidade do fanatismo e fundamentalismo religioso, que como disse o Papa Francisco antes de excluírem pessoas contrárias a seu credo do direito a vida expulsam e atentam contra o próprio Deus. Momento propício para fazer ponderações e reflexões oportunas, começando a manifestar que não devemos identificar este terrorismo jihadista com a religião islâmica, pois a grande maioria dos dirigentes e fieis muçulmanos expressaram o repúdio ao ato. Tampouco deve criminalizar-se a migração, ou culpar as etnias não européias pela violência o que significaria um juízo preconceituoso.

    Torna-se importante ampliar o foco da indignação e da resistência contra a intolerância, abraçando os cristãos crucificados e banidos em mais de 70 países, os próprios adeptos da Fé Bahá'i, perseguidos e massacrados, deter o anti semitismo virulento, ampararas religiões africanas desprezadas e marginalizadas, e todos aqueles que em razão de credo ou filosofia de vida são discriminados e coagidos.

    Como afirmava Ghandi, o fruto é resultado da semente, se queremos superar e eliminar a intolerância, os meios escolhidos devem ser não violentos, que levem ao diálogo, a compreensão e a empatia compassiva, pois devemos respeitar e tratar os outros como gostaríamos de ser tratados. Faz se necessário, conjugar liberdade de expressão e liberdade religiosa, respeito pelos valores e princípios identitários do outro, sem ridicularizá-lo, pois não há humor e alegria quando debochamos e desconsideramos a sua personalidade, cultura e religião.

    Aprender com o Mestre e Salvador divino que quando estava na Cruz, intercedeu ao Pai, pelos que o injuriavam e o levaram ao patíbulo, dizendo: "Pai, perdoai-lhes porque não sabem o que estão fazendo!" Sou cristão e nada do que é humano me é alheio, estamos profundamente unidos com todos/as as vitimas da intolerância e a discriminação religiosa , pois configuram atentados contra a dignidade humana e ofendem o Deus amor. Deus seja louvado!

Dom Roberto Francisco Ferreria Paz
Bispo de Campos (RJ)

0 comentários:

SUPLEMENTO

Edição 47