LEIA A BÍBLIA

ORATÓRIO

ORATÓRIO
Acenda uma vela

SIGA-NOS

twitter

MARCADORES

RIODEJANEIRO SANTOS NOTÍCIAS VATICANO ARTIGOS LONDRINA VICENTINOS FAMÍLIA JMJ MEMÓRIA BEATIFICAÇÃO HOMILIAS ECUMENISMO Formação POLÍTICA SAÚDE MÚSICOS CNBB ECONOMIA Pe.REGINALDO CINEMA CAMPANHAS EUA ESPIRITUALIDADE MINASGERAIS PASTORAIS SÃOPAULO ABORTO CANÇÃONOVA LIVROS ORAÇÕES CURITIBA JUVENTUDE MARINGÁ MISSÕES POLÍCIA PORTUGAL EXORCISMO COMUNICAÇÃO MULHER Testemunho Entrevista INTERNACIONAL JUNDIAÍ VOCAÇÕES MUDABRASIL FUTEBOL MENSAGENS Pe.ZEZINHO UNIVERSITÁRIOS DireitosHumanos EUCARISTIA APOLOGÉTICA DENÚNCIA TEOLOGIA HUMOR INTERNET MILAGRES BÍBLIA ECOLOGIA CANONIZAÇÃO NAMORO APARECIDA CASAMENTOS EDUCAÇÃO MOVIMENTOS PASTCRIANÇA ANCHIETA CIMI CIÊNCIA CORRUPÇÃO ESPORTE POESIAS Rio+20 SALVADOR SANTAMARIA TURISMO VATICANOII APOSENTADOS CRIANÇAS EVANGELIZAÇÃO FINADOS INFANTIL IRMÃDULCE PALOTINOS ADVOCACIA AGRICULTURA CARNAVAL PORTOALEGRE PSICOLOGIA TEATRO AMAZONAS BENFEITORES BRASÍLIA COMEMORAÇÕES COMUNICADOS CRÔNICAS DEMOCRACIA DIREITOS DOCUMENTÁRIO FOCOLARES FORTALEZA MEIOAMBIENTE MUTICOM PARANAGUÁ POBREZA PUBLICIDADE QUARESMA SEXUALIDADE XAVERIANOS ÁFRICA ÁGUAS ANÔNIMOS APUCARANA CAMPINAS CONFISSÃO CristoRedentor CÁRITAS DEFICIENTES DEPRESSÃO FLORIANÓPOLIS FOTODIGITAL INGLATERRA OpusDei PARAGUAI SANTOANTÔNIO SANTUÁRIOS TERRORISMO ANIVERSÁRIO APARIÇÕES ARGENTINA CEBs CIDADANIA CLARETIANOS IDOSOS ISLAMISMO JERUSALÉM JOÃOPAULOII JUSTIÇA LITERATURA MANAUS PARANÁ PARÓQUIAS PAULINAS PENSAMENTOS REDEVIDA RESSURREIÇÃO SOLIDARIEDADE UMUARAMA UNIDADE  NOTÍCIAS ADOÇÃO ATEÍSMO AUTOESTIMA BAIXOCLERO CANTORES CATEQUESE COOPERATIVISMO CORPUSCHRISTI CÉLULAS DOCUMENTOS DOUTRINASOCIAL ESCÂNDALO ESTATÍSTICA FILOSOFIA GASTRONOMIA GotasBíblicas HOMENAGENS MARISTAS MEDITAÇÃO MESTERS MIGRANTES MOTIVAÇÃO MÉXICO NSGUADALUPE PECADO PEDOFILIA PadreChrystian RELIGIOSOS RENOVAÇÃO SUDÁRIO SãoFreiGalvão TABAGISMO TERRASANTA VIOLÊNCIA BEATIFICAÇÃO ACONSELHAMENTO ADORAÇÃO ANTICRISTO APAEs APOSTAS APOSTASIA ARMÊNIA AUTOCURA AVAAZ BATIZADOS BEAGÁ BIOGRAFIAS CHILE CHINA CIRCO COLÔMBIA CONSAGRAÇÃO CONVERSÃO CÍRCULOS DEBATE DEMOGRAFIA EMPRESAS ESPANHA EUROPA EVANGELISMO Especial FOZDOIGUAÇU FREIBETTO FREIDAMIÃO FRUTAS FÁTIMA GOIÂNIA GREVE GruposBíblicos IDEIAS IMPEACHMENT JESUITAS JOINVILLE LITURGIA LOURDES MARANHÃO MATOGROSSO MISERICÓRDIA MSM NÔMADES OAnônimo ONGs P.CARCERÁRIA PADROEIRA PATERNIDADE PAULOFREIRE PERFIL PERNAMBUCO PETRÓPOLIS PHN PIAUÍ POLIGAMIA PORNOGRAFIA PPI PROFISSÕES PROMESSAS PROSPERIDADE Pe.FÁBIOdeMELO Pe.PauloRicardo Prof.MARINS REDEGLOBO RELÍQUIAS RONDÔNIA RUSSIA SACRILÉGIO SANTACATARINA SANTAMISSA SANTAPAULINA SANTOANDRÉ SEGURANÇA SOBRIEDADE SOROCABA SÍNODO Século21 TAUBATÉ TECNOLOGIA TERCEIROSETOR TURQUIA UNESCO VIDANIMAL ZUMBI

"Eucaristia, alimento para a esperança”


Rio de Janeiro, ArqRio/Priscila Xavier - A Solenidade de Corpus Christi, que é celebrada nesta quinta-feira, atende a uma recomendação do Código do Direito Canônico (cânone 944), no qual pede à comunidade diocesana para “testemunhar publicamente a adoração e a veneração para com a Santíssima Eucaristia”.
Com o tema: “Eucaristia, alimento para a esperança”, a solenidade deste ano, em âmbito arquidiocesano, acontece hoje e a concentração será na Igreja da Candelária, no Centro, às 15h30, quando os fiéis celebrarão as Vésperas e, em seguida, a procissão sairá em direção à Catedral de São Sebastião, na Avenida Chile. Já na Catedral, o cardeal arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, dará a bênção do Santíssimo Sacramento e, logo após, presidirá a Santa Missa.


Caminhando com a esperança
    Uma das tradições dessa solenidade são os tapetes preparados pelos próprios fiéis para a passagem da procissão. Os desenhos dão ênfase nos temas sobre a Eucaristia, mas a criatividade das comunidades dá um toque especial aos tapetes que usa os mais diversos materiais, como serragem e pedras coloridas, borra de café, flores, areia, entre outros.

    Para o coordenador dos tapetes de Corpus Christi, padre Leandro Lenin, participar da procissão é ser sinal e testemunho do Senhor que vem ao encontro de Seu povo.

    “Todos são convidados a estarem presentes para levar Cristo ao lugar mais central da vida da cidade. Interessante também é fazer uma reflexão sobre por que o Senhor passa pelas ruas. Pois, na verdade, uma cidade que muitas vezes tem dificuldades para ver a esperança pode se surpreender com o testemunho de cristãos que apontam, durante a procissão, para Jesus Cristo que, de fato, está presente e passa pelas ruas concretamente, como alguém que vem ao nosso encontro no centro da vida social da nossa cidade. Caminhar com Jesus é uma grande alegria. Isso dá esperança e nos alivia, muitas vezes, da sensação de não podermos fazer nada. Jesus está conosco. Queremos ser surpreendidos não só pela beleza de Jesus, mas por aquilo que nossos irmãos vão preparar no chão da Catedral, que são os tapetes”, sublinhou.

Comunhão
    A Paróquia Santa Luzia, em Gardênia Azul, participará pela primeira vez da confecção dos tapetes. O coordenador do grupo, José Rodrigo Salgueiro, de 19 anos, lembrou do legado deixado pela Jornada Mundial da Juventude, em 2013, e resolveu dar mais um passo: organizar uma pequena equipe para o trabalho.

    “Na minha paróquia, era costume os adultos participarem da celebração. Como existe uma distância entre a catedral e a paróquia, e ainda tínhamos a questão da confecção acontecer na madrugada, encontrávamos certa dificuldade para organizar grupos que pudessem ajudar. Neste ano, como legado da Jornada, tive a ideia de me candidatar, e perguntei ao pároco se poderia formar um pequeno grupo para participar. Com a autorização dele, comecei a juntar algumas pessoas. Confeccionar o tapete envolve os jovens nas atividades da Igreja. Isso faz com que estejamos envolvidos, de forma mais intensa, participando e atuando”, contou.

    Já a Paróquia Nossa Senhora da Luz, no Rocha, possui um pouco mais de experiência. Há cinco anos produzindo os tapetes, o grupo possui data marcada no calendário, com direito a desenhos prontos e material organizado. Para a coordenadora da paróquia, Sofia Gama, de 49 anos, vale a pena participar e vivenciar a experiência da união.

    “Vale muito a pena participar, pois é uma experiência muito bonita fazer os tapetes e representar nos desenhos o que é Corpus Christi. É muito bonito ver a atitude de união e companheirismo de todos aqueles que participam das mais diversas paróquias da arquidiocese, porque um grupo sempre está ajudando o outro, seja emprestando material ou no auxílio em demais necessidades”, disse.

0 comentários:

SUPLEMENTO

Edição 47